Entenda as Diferenças Entre a Gripe H1N1 e a Comum – Surto H1N1 2016

gripe H1N1Especialistas acreditam que o motivo da epidemia seja devido ao grande número de pessoas que viajaram para o Hemisfério Norte e trouxeram o vírus para o Brasil.
Além disso, como consequência do aquecimento global, doenças que antes ficavam restritas às estações mais frias – porque a penetração do vírus pelas vias respiratórias é facilitada – podem acontecer em qualquer época do ano.

Gripe H1N1 x Gripe comum

A influenza é comumente conhecida como gripe. Trata-se de uma doença viral, febril, aguda, geralmente benigna. Existem três tipos de influenza: A, B e C. O vírus tipo C causa apenas infecções respiratórias brandas. Já os vírus A e B são responsáveis por epidemias sazonais. O vírus Influenza A é responsável pelas grandes pandemias, entre eles encontramos os subtipos H1N1 e H3N2.

Sintomas

A gripe comum é caracterizada por início abrupto dos sintomas, que são predominantemente sistêmicos, incluindo febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, mialgia e anorexia, assim como sintomas respiratórios, como tosse seca, dor de garganta, e coriza. A infecção geralmente dura 1 semana, com os sintomas sistêmicos persistindo por alguns dias, sendo a febre o mais importante.
Os sintomas da gripe H1N1 se assemelham aos da gripe comum. Eles incluem febre, tosse, garganta inflamada dores no corpo, dor de cabeça, calafrios e fadiga. No entanto, ela também pode causar diarreias e quadros de vômitos. Além disso, ela também pode causar uma piora de doenças crônicas existentes.
A nova influenza A (H1N1) é uma gripe sem precedentes e provocada por um novo tipo de vírus, ou seja a população não tem nenhuma imunidade contra ela.

Transmissão

gripe H1N1Tanto a gripe comum quanto a gripe H1N1 podem ser transmitidas da mesma maneira. Os vírus se disseminam de pessoa para pessoa, especialmente através de tosses ou espirros das pessoas infectadas. Algumas vezes as pessoas também podem se infectar tocando objetos que estão contaminados com os vírus da influenza e depois tocando sua boca e nariz.

Tratamento

No caso da gripe comum o tratamento deve ser realizado com medicação sintomática, hidratação, antitérmico, alimentação leve e repouso. Se as complicações se agravam, são necessárias medidas de suporte intensivo. Uma das principais complicações da influenza são as infecções bacterianas secundárias, principalmente as pneumonias. Em caso de complicações, o tratamento deve ser específico. O Ministério da Saúde alerta que é fundamental procurar atendimento nas unidades de saúde, para que haja identificação precoce de risco para agravamento da doença.

Grupos de risco

Algumas pessoas, como idosos, crianças novas, gestantes e pessoas com alguma comorbidade possuem um risco maior de desenvolver complicações devido à influenza. A melhor maneira se prevenir contra a influenza sazonal é se vacinar todo ano.

 

This entry was posted in Dicas de Saúde, Manipulação and tagged , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta